Pôr-do-Sol nas Redes Sociais - Curta-nos! Siga-nos!

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Pôr-do-Sol Unebiano quer conhecer e dialogar com as tribos urbanas


Redes de pessoas em torno de um querer ou gostar comum, falar a mesma língua, são algumas das definições que podem ser atribuídas às chamadas tribos urbanas, conceito utilizado, apenas, a partir de 1985, pelo sociólogo Michel Mafesolli. As tribos urbanas, geralmente, representam um movimento periférico, ou seja, um movimento que vive à margem, na maioria das vezes, das receitas, das regras de conduta social.
As pessoas que pertencem às tribos não apresentam um comportamento estável, estático. Elas podem pertencer às diversas tribos que guardem afinidades entre si, pois nem todas são “amigas” ou podem migrar de uma tribo para outra conforme o seu novo modo de pensar, sentir e agir, seguindo a fluidez dos tempos

Para demonstrar a infinidade de tribos urbanas que existem no mundo, pode-se citar os movimentos de skinheads que surgiram em meados dos anos 1960 e têm como características as atitudes violentas, roupas rasgadas, cabeças raspadas; os góticos que surgiram no final da década de 1970 e são caracterizados pelo pessimismo e romantismo excessivo; os punks surgiram em meados da década de 1970, e suas principais características são a autonomia, as vestimentas/roupasagressivas, o não envolvimento com questões políticas; geração beat formada por poetas e escritores nômades, nos anos 50; os movimentos contracultura que discutem a sociedade sob outra ótica, contestam os valores sociais; a geração gloss (clubbers) que é e idolatra os hábitos de artistas pops como Lady Gaga e utilizam vestimentas muito coloridas; os chamados nerds que caracterizam-se pela timidez excessiva e interesse em temas ligados à tecnologia. Essas são algumas das tribos existentes, mas ainda uma infinidade de pessoas que possuem os mesmos hábitos e ritmos, como os metaleiros, os skatistas, dançarinos (de break, hip hop), pagodeiros, hippies, grafiteiros, emocores.

Dialogar com asTribos periféricas: o Brasil dos coletivos poéticos suburbanose conhecer a sua tribo é o objetivo do quinto bate-papo do Projeto de Extensão Pôr-do-Sol Unebiano, mediado pelo Doutor pela Universidade Estadual de CampinasUNICAMP e Professor da UNEB, Sílvio Roberto Oliveira, no dia 25 de Abril, às 17:00, no auditório do Campus XV da Universidade do Estado da BahiaUNEB e que será transmitido para 24 cidades baianas, onde campi da instituição, através de videoconferência













Nenhum comentário:

Postar um comentário